sábado, 25 de outubro de 2014

VOAR

Sem você não sei
Preciso arriscar
Viver sozinho tem seu peso
É tão leve e necessário
Quanto viver a dois
É instinto e vontade
Desejo de liberdade
Vontade de amar
Ter um lugar pra pousar
Ancorar em seu porto
E partir quando for a hora
Queria ter tudo
Sem abrir mão de nada
Mas cada escolha é uma renúncia
É impossível fugir
Me encontro dividido e aflito
Ansiando novos ares pra voar
A liberdade tem um preço
Que não estou disposto a pagar
Se é tão bom ser livre
Melhor é ter um ninho pra morar.


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

VEM DA VAL

Olho pro lado e vejo abismo
Olho pro outro e vejo prisão
As vezes anseio liberdade
Respirar brisa fresca
Cair no vendaval desconhecido
Vento, brisa, vendaval
Só preciso respirar novos ares 
A necessidade parece sobrepor 
a vontade incontrolável de voar
Ser livre como um passarinho
Mas ter um ninho pra pousar.