sábado, 25 de outubro de 2014

VOAR

Sem você não sei
Preciso arriscar
Viver sozinho tem seu peso
É tão leve e necessário
Quanto viver a dois
É instinto e vontade
Desejo de liberdade
Vontade de amar
Ter um lugar pra pousar
Ancorar em seu porto
E partir quando for a hora
Queria ter tudo
Sem abrir mão de nada
Mas cada escolha é uma renúncia
É impossível fugir
Me encontro dividido e aflito
Ansiando novos ares pra voar
A liberdade tem um preço
Que não estou disposto a pagar
Se é tão bom ser livre
Melhor é ter um ninho pra morar.


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

VEM DA VAL

Olho pro lado e vejo abismo
Olho pro outro e vejo prisão
As vezes anseio liberdade
Respirar brisa fresca
Cair no vendaval desconhecido
Vento, brisa, vendaval
Só preciso respirar novos ares 
A necessidade parece sobrepor 
a vontade incontrolável de voar
Ser livre como um passarinho
Mas ter um ninho pra pousar. 


segunda-feira, 21 de julho de 2014

(SO)R(RISO)

Encanta e desencanta
Com palavras que ecoam
Em meu coração
Apostei que seria sua
Na singeleza do seu toque
Me entrego, não nego
Te abraço e me entrelaço
Em busca do seu cheiro
Te arranco um riso
Sorriso bobo
De amolecer corações
Perco as horas em seu calor
Tenho a eternidade em segundos
Nesse doce amor.


LUA

O modo como fala
O cheiro
Seu olhar pousando em mim
Não sei, encanta

O toque dos lábios
O carinho suave
Queria te eternizar
Além de aqui dentro

Das cinco, três são iguais
Com LUA escrevemos nós
Aos poucos desatando nós
Nos libertando a sós.

INVERNO

A vontade de fazer renascer
E a coragem de querer estar com você
Em meio a essa frieza em que se encontra
Por sorte sua e culpa minha
Tenho resistido e insistido
No inverno que é você.

terça-feira, 15 de julho de 2014

PREVISÃO

Pensei em um "nunca mais"
Mas finalmente aconteceu
Vou aproveitando cada instante
Distante, no seu tempo
Sem ilusões, sem promessas
Sem entender, nem saber
Só aproveitar e viver
Os segundos restantes de você.


ABISMO

Sempre atrás
Dando um passo
Após o seu
Mais seguro
Olhar com seus olhos
Prever o futuro
E recuar quando for abismo.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

DIZER

Escrevo um livro
Uma carta
Um conto
Um poema
Escrevo versos
E frases descabidas
Só pra dizer que te amo.

(ENTRE)GA

Venha sem joguinhos
Sem manipular
Vem pra se entregar
Se relacionar
Sem pensar
Renasça respirando
Apenas meu ar

Vem de peito aberto
Sem medos, receios
Sem barreiras, escudos
Vem querendo viver
Que sua prioridade
Seja ser feliz
E não se defender.

sábado, 28 de junho de 2014

FOGO

Não adianta querer jogar
De você conheço bem
Brinca e acha que ilude
No fundo age com desdém
Me faço bailarina
E entro na dança
Rebolo e jogo como quer
Você dança quadrilha
Pula a fogueira
Come o "pé-da-moleca"
Se embriaga com quentão
Cuidado que nesse jogo
Um sai queimado
E o outro sem chão.

PENSAR

É tão difícil não pensar em você
Tão difícil quanto não te amar.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

DIZER-TE

Posso escrever pra você?
Queria poder te enviar
Cada letra, verso e rima
Que me faz por no papel
Queria te dizer cada música
Que penso ao lembrar você
O gosto da fruta madura
Que sinto ao beijar sua boca
O aroma que me inebria
A paz que me invade
Ao tocar sua pele
Posso escrever pra você?
E te dizer tudo o que eu quero dizer?

domingo, 9 de março de 2014

EM PAR

E quem diria que fosse você
Quem ia me roubar pra sempre
Mostrar-me de verdade o que é cumplicidade
Explicar-me o sentido do amor
Um sonho com toda realidade de uma vida
Muita lealdade, e dor só onde cabe
Que em par sejamos uma só.